É campeão! Americano conquista a Copa Rio 2018 – Tininho Blog

É campeão! Americano conquista a Copa Rio 2018

O título dá ao Americano o direito de escolher entre duas competições nacionais para disputar em 2019: Campeonato Brasileiro Série D ou Copa do Brasil.

Americano e Itaboraí se enfrentaram na tarde deste sábado (6), no Estádio Ferreirão, pelo jogo decisivo da final da Copa Rio 2018. Com gol de pênalti de Cláudio Maradona, no primeiro tempo, o Alvinegro Campista venceu por 1 a 0 e conquistou o título da competição pela primeira vez em sua história.

O título dá ao Americano o direito de escolher entre duas competições nacionais para disputar em 2019: Campeonato Brasileiro Série D ou Copa do Brasil. Em entrevista o presidente da equipe frisou que, provavelmente, o Cano irá optar pela Copa do Brasil.

Guiado por Maradona, Americano domina primeira etapa
Como qualquer outra final, a partida começou disputada e equilibrada. As duas equipes pouco produziram nos minutos iniciais. Mas o ritmo da partida cresceu com o decorrer do jogo. Aos 12 minutos, Cláudio Maradona deu um lindo drible em Gustavo Moura e tentou emendar uma finalização de perna destra, mas sem muita força e bola apenas saiu em tiro de meta. No minuto seguinte, Admilton errou na saída de bola e, em velocidade, Bruno Santos partiu em direção à grande área alvinegra, mas chutou para fora. O Americano tentou controlar a posse de bola e, aos 20 minutos, Rafinha invadiu a área do Itaboraí e foi derrubado por Ronaldo e o árbitro Rodrigo Nunes de Sá assinalou a penalidade. Na cobrança, Cláudio Maradona deslocou Eduardo com tranquilidade e estufou as redes do Ferreirão.

O gol garantiu uma certa tranquilidade ao Cano e o Itaboraí não conseguia se organizar para armar as jogadas ofensivas que precisava. Após o gol, a única chance de periogo da partida aconteceu aos 40 minutos e, mais uma vez, Cláudio Maradona estava envolvido. Dentro da área, o zagueiro Gabriel cruzou e o atacante subiu no segundo andar para cabecear com ímpeto, mas a bola tirou apenas tinta do travessão da Águia.

Itaboraí pressiona, mas não é efetivo

A Águia mudou de postura para a segunda etapa e tentou pressionar o Americano desde o início. Entretanto, a primeira equipe a oferecer perigo foi o Alvinegro. Aos oito minutos, Cláudio Maradona recebeu pela esquerda, cortou para dentro da área e finalizou, obrigando Eduardo afazer boa defesa. Aos 15, Accioli fez uma grande jogada inidividual pela intermediária, passou pela marcação e lançou Ronaldo, infiltrando pelo lado direito da área adversária. O lateral cortou a marcação e finalizou, mas a bola explodiu na zaga.

Com emoções reservadas, a parte final do segundo tempo contou com o Americano tentando administrar o resultado e o Itaboraí, sem muita organização, pressionando em busca do empate que levaria a partida para a disputa de pênaltis. Aos 32 minutos, Maikon Aquino cruzou pela direita e Ronaldo tocou contra, a bola rolou até a direção da linha do gol, onde Eduardo conseguiu impedir o segundo tento adversário, espalmando para o lado. No rebote, Maradona, sem ângulo, finalizou na trave. Aos 45 minutos, em um dos seus últimos suspiros, o Itaboraí obteve a chance do gol. Rodriguinho recebeu cruzamento e cabeceou, o goleiro Luiz Henrique defendeu em dois tempos, assustando a torcida americana, mas garantindo o título.

A temporada chega ao fim para as duas equipes. Em 2019, o Americano disputará a Seletiva da Série A do Campeonato Carioca e a Copa do Brasil. O Itaboraí terá a Série B1 e, de forma inédita, a Série D do Campeonato Brasileiro para disputar.

Americano x Itaboraí – Copa Rio, final, jogo da volta – 06/10/2018 às 15h

Estádio Ferreirão (Cardoso Moreira – RJ)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Assistentes: Jackson Lourenço Massarra dos Santos e Eduardo de Souza Couto

Americano: Luiz Henrique; Sanderson (Valdir, 34’/1ºT), Gabriel, Admilton (Espinho, 17’/1ºT), Rafinha; Vandinho, Matheus Gama, Gustavo, George (Marquinhos, 23’/2ºT); Cláudio Maradona e Maikon Aquino. Técnico: Josué Teixeira.

Itaboraí: Eduardo; Ronaldo, Diego Macedo, Victor Silva, Rodrigão; Gustavo Moura (Davi Santos, 37’/2ºT), Junior Pagode, Gabriel Galhardo, Accioli, Max (Rodriguinho, 20’/2ºT); Bruno Santos. Técnico: Rafael Soriano.

Cartões amarelos: Matheus Gama, Gustavo (ANO); Rodrigão, Gabriel Galhardo (ADI)

Gols: Cláudio Maradona, 21’/1ºT (1-0)

Público: 548 pagantes (598 presentes)
Renda: R$ 9.980,00

Fonte: FutRio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: