Mulher é assassinada pelo ex-marido a caminho do trabalho no ES

A auxiliar de serviços gerais Maria Madalena dos Santos, de 38 anos, foi assassinada pelo ex-marido com quatro tiros na cabeça em Jardim Carapina, na Serra, no início da manhã desta quarta-feira (19). Maria saía de casa quando foi abordada pelo homem.

A vítima estava indo trabalhar por volta das 07h10. Ela estava do lado de fora já entrando no carro da irmã, um Fiat Palio, junto com os sobrinhos dela. Segundo testemunhas, o ex-marido chegou já puxando Maria Madalena para fora do veículo, arrastando ela no meio da rua.

Quem viu a situação, principalmente os familiares, gritaram desesperados pedindo para que o ex-marido não machucasse a auxiliar de serviços gerais. Ele prometeu que não iria fazer nada, mas quando a ex-esposa tentou fugir, ele puxou ela pelos cabelos e levou a mulher até a esquina da casa onde ela morava.

Publicidade

No local, o ex deu um tiro na cabeça da vítima. Ela ainda tentou se levantar, quando ele disparou mais três vezes. Depois de matar Maria Madalena, o acusado fugiu “pedindo perdão” para a irmã da vítima, segundo relatos de testemunhas que presenciaram a ocorrência.

HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA

O caso de Maria Madalena é mais um parecido com outros relatos de mulheres que foram assassinadas por ex-companheiros. Segundo a família, eles eram casados por 18 anos e há quatro anos se separaram, quando ele foi preso por agressões contra a mulher e uma tentativa de homicídio.

Há duas semanas ele voltou para casa e, desde então, pedia para voltar. Depois de sair da cadeia, ele chegou a ficar alguns dias na residência da ex-esposa, mas a auxiliar de serviços gerais pediu que ele saísse em menos de uma semana. Desde então, ele vinha ameaçando a mulher, dizendo que iria matar ela, até que a situação ocorreu na manhã desta quarta.

Com informações de Mayra Bandeira / Gazetaonline/Tininho Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: